Editorial - Ansiedade no trabalho

 EDITORIAL

Ricardo Pinto

ANSIEDADE NO TRABALHO

Numa galeria de arte, uma mulher está parada em frente a um quadro muito estranho, cujo nome é: ‘Foi almoçar em casa’.

Nele estão representados três negros, nus, sentados num banco de jardim com os seus respectivos pênis em primeiro plano. Mas, curiosamente, o homem do meio tem o pênis cor-de-rosa.

 - Desculpe-me - diz a mulher ao funcionário da galeria - Eu estou curiosa a respeito desses negros. Por que é que o homem do meio tem o pênis cor-de-rosa?

 O funcionário responde:

 - Receio que a senhora não tenha interpretado bem o quadro.

Esses homens não são negros. Eles trabalham numa mina de carvão e o homem que está sentado no meio ‘foi almoçar em casa’...
 
Imaginem quão desgastante e estressante deve ser o trabalho numa mina de carvão. Os trabalhadores destas minas devem conviver com alta dose de ansiedade por ficarem longo tempo a centenas de metros abaixo da superfície, num trabalho insalubre e perigoso. Assim, para controlar tal ansiedade, relaxar, vez por outra, é uma das alternativas, como fez um dos trabalhadores do quadro.
 
A ansiedade, todavia, não é exclusividade só de trabalhadores de minas de carvão. Todos nós, de operários aos mais altos executivos, estamos sujeitos a sofrer de ansiedade no trabalho.
 
Ela pode vir de um chefe exigente demais, da competição exagerada entre colegas, do medo de ser demitido, do excesso de tarefas, da frustração por não atingir alguma meta ou objetivo e de tantas outras situações que, em menor ou maior grau, acontecem em nosso cotidiano.
 
Para identificar se a ansiedade nos atingiu, basta verificar se a rotina diária na empresa não está mais prazerosa como era antes e se ir trabalhar passou a ser uma obrigação chata e sofrida. Nossa reação, neste caso, poderá ir do isolamento ao aumento de conflitos e brigas tanto no trabalho como em casa, passando por ganho de peso, às vezes tonturas, formigamentos ou falta de ar, além de fumo e/ou álcool em excesso, tudo redundando numa piora da nossa qualidade de vida e até causando doenças.
 
Porém, algumas atitudes podem ajudar a controlar a ansiedade no trabalho.
 
A primeira delas é: relaxe. Separe um tempo do seu dia ou da sua semana e dedique-o a si próprio, seja descansando, seja meditando, divertindo-se ou fazendo exercícios físicos. Recarregar suas energias é crucial.
 
A segunda dica: faça pausas. Isso mesmo, se a sua rotina estiver te exigindo muito, se você sentir que já não está raciocinando bem, tire alguns minutos para tomar um café, dar uma arejada e esticar-se.
 
Outra atitude importante é: organize-se. Organize sua mesa ou local de trabalho, organize as atividades que terá de fazer ao longo do dia, organize a ordem na qual as atividades devem ser realizadas, priorizando-as.
 
A quarta dica é manter o bom humor e pensar positivo. Nada atrai mais o baixo astral que a negatividade. Procure evitar os pensamentos negativos e as pessoas pessimistas que te colocam para baixo, prejudicando seu bom humor e sua autoestima. E quando o negativismo te atingir, busque pensar positivamente e aborte as preocupações, pelo menos por um instante.
 
Outro conselho importante é o de não tentar controlar o incontrolável. Há muitas coisas que estão além do nosso controle. Ao invés de tentar mudar ou mesmo reclamar daquilo que não consegue controlar, foque naquilo que realmente controla para poder reagir aos problemas que surgem.
 
Mais uma sugestão é de buscar ajuda. Cerque-se de pessoas com quem possa desabafar e que te auxiliem a achar saídas para os problemas. Se o estresse estiver muito forte, procure fazer coaching ou até uma terapia. Saia do paradigma de que buscar ajuda é sinal de fraqueza. Ao contrário, os mais fortes precisam e usam dos outros.
 
E, finalmente, a última dica é: respire profundamente. Quando estiver se sentindo sobrecarregado, tenso ou ansioso, procure respirar profunda e lentamente. Deixe o ar entrar em seu corpo enquanto você conta até três. Segure o ar nos pulmões, sempre contando até três. Depois, solte o ar lentamente no mesmo tempo. Após a expiração, mantenha-se sem ar, ainda contando até três.
 
Pronto! Agora você conhece sete atitudes importantíssimas para que você controle a ansiedade no trabalho. Adote-as o quanto antes!