por editor

As liquidações de posições vendidas dos fundos no mercado futuro de açúcar voltaram a pressionar as cotações nesta segunda-feira (31) na bolsa de Nova York, segundo a análise do jornal Valor Econômico de hoje (1º).

Na Ice Future, no vencimento março/17, a commodity foi comercializada a 21,57 centavos de dólar por libra-peso, uma retração expressiva de 59 pontos no comparativo com a véspera. Os demais lotes também tiveram queda, que oscilou de 25 a 51 pontos.

Ainda segundo a análise do jornal, trata-se da sexta desvalorização seguida da commodity. De acordo com a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities, os gestores de recursos já reduziram em mais de 10% suas posições líquidas compradas desde o início de outubro, reduzidas a 57.536 contratos no último dia 25. Os dados da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) de produção no Brasil também ajudaram a pressionar as cotações.

Na bolsa londrina, os preços do açúcar também caíram ontem. O vencimento dezembro/16 foi comercializado a US$ 579,40 a tonelada, baixa de 10,10 dólares se comparado com a sessão anterior. Os demais vencimentos caíram entre 7,50 e 11,80 dólares.


Mercado doméstico

No mercado interno, o açúcar cristal, segundo índices do Cepea/Esalq, da USP, teve nova retração. A saca de 50 quilos foi comercializada a R$ 100,88, retração de 0,04% no comparativo com os preços do dia anterior.


Etanol diário

O etanol hidratado caiu nesta segunda-feira, de acordo com os índices da Esalq/BVMF. O metro cúbico do biocombustível foi negociado a R$ 1.829,50, baixa de 0,52%.


Fonte: Agência UDOP de Notícias