Em 2017, o CEISE Br comemora os 10 anos de fundação da UNICEISE (Universidade Corporativa do Setor Sucroenergético) e a parceria com a UFSCar (Universidade Federal de São Carlos) na promoção do único MTA (Master of Technology Administration) em Gestão de Tecnologia Industrial Sucroenergética do Brasil.

 

Na manhã do último dia 11 de março, 34 profissionais lotaram a sala da UNICEISE, na sede do CEISE Br, em Sertãozinho (SP), dando início à 6ª turma. Os mais novos estudantes foram recepcionados pelo professor e coordenador do MTA, Octávio Antonio Valsechi, e pelo presidente e gerente executivo da entidade, Aparecido Luiz e Sebastião Macedo, respectivamente. O curso tem duração de 20 meses (360 horas) e as aulas são ministradas em sábados alternados

 

De acordo com Valsechi, o projeto nasceu para atender à demanda da indústria produtora de açúcar e álcool. “O setor estava em pleno desenvolvimento à época e necessitava qualificar a mão de obra existente. Daí então surgiu a cooperação CEISE Br e UFSCar para a criação da UNICEISE e implantação do MTA, objetivando a transferência de tecnologia e conhecimento para as mais diversas áreas da cadeia produtiva sucroenergética”, conta.

 

Diante do atual cenário, num momento em que o setor vem se reinventando, Valsechi explica que o curso é aperfeiçoado à medida que novas informações vão surgindo e até mesmo quando ainda não estão disponíveis, o que sustenta o projeto na dianteira do que é oferecido no mercado acadêmico. “Um exemplo é o desenvolvimento de trabalhos de estudantes em áreas desconhecidas ou que começam a se despontar, como a utilização do hidrogênio do etanol para a geração de energia elétrica em células de combustíveis. É um assunto em estudo há uns 10 anos e dois alunos, da 5ª e da 6ª turma de Sertãozinho, estão sendo orientados para desenvolver este processo”, completa.

 

O gerente de manutenção mecânica da Usina Batatais, Arnaldo Registro Junior, que integrou a 4ª turma de MTA – 2015/16, destaca que a pós-graduação lhe proporcionou conhecimentos técnicos e habilidades sobre a fabricação de açúcar e álcool. “É um curso com qualificação, reconhecimento e profissionais da área, tanto em relação à didática quanto à prática, que atende às principais formas de gestão que a empresa onde trabalho exige. Acrescentou muito à minha carreira profissional, pois tive acesso a informações de tecnologias de aperfeiçoamento existentes no mercado sucroenergético”.

 

Já Beatriz da Cruz Mermejo, aluna da nova turma, espera agregar conhecimentos à sua formação em Química. “Já trabalhei na área de resíduos biodegradáveis e agora quero me aperfeiçoar em processos de fabricação de açúcar, etanol e bioenergia. Com certeza será um grande salto em minha carreira que está só começando”, disse.

 

Para Aparecido Luiz, “esta parceria visa proporcionar um aprendizado contínuo, sempre voltado para as tendências quanto à eficiência do processo produtivo de açúcar, etanol e energia, e às suas mudanças nos quesitos social, econômico e sustentável, uma vez que o mercado, cada vez mais competitivo, tem exigido soluções inovadoras”, destaca o presidente do CEISE Br.

 

As notícias compartilhadas e produzidas por outras fontes não traduzem a opinião do grupo RPA. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate e de refletir as diversas tendências do mercado ou do setor sucroenergético.

CADASTRE-SE EM NOSSA NEWSLETTER

Nome:

Empresa:

Cargo:

Email:

Topo