Produção de cana-de-açúcar tem queda no interior de SP

Os produtores de cana-de-açúcar do interior do estado de São Paulo registraram baixa nas produções na safra 2017/2018. Um dos fatores que contribuiu para isso foi o longo período sem chuvas na região. "Passamos mais de cem dias com seca, de maio até o início de outubro", afirma Thiago Fernandes, membro do departamento técnico da Usina da Pedra de Serrana (SP).


Quebra na safra

A equipe da Usina espera uma quebra de 5% em relação à primeira estimativa da safra, realizada em meados de janeiro. "Devemos encerrar a colheita por volta do dia 15 de outubro e provavelmente teremos uma queda bastante acentuada em comparação à safra do ano passado", conta o especialista.

Além da falta de chuvas, outros acontecimentos também prejudicaram a produtividade da cana-de-açúcar. "Tivemos ataques de pragas e problemas nutricionais", diz Thiago. De acordo com o técnico, de maneira geral, o clima da região é bom para a produção da cultura. Tem bastante sol, o que proporciona uma luminosidade importante para o crescimento da planta, e chuvas bem distribuídas.

De acordo com o meteorologista da Climatempo Alexandre Nascimento, só deve chover bastante nas cidades do interior paulista na última semana do mês de outubro. "Por enquanto, o predomínio permanece sendo de sol e chuvas irregulares", afirma Nascimento. "A única desvantagem é que se voltar a chover muito, eles [produtores] não conseguem moer a cana, pois fica impossível entrar no campo para realizar a colheita", completa.

Fonte: Climatempo