OIA corta estimativa de produção de açúcar na Índia em 2016/17 para 21 mi de t

A Organização Internacional do Açúcar (OIA) cortou nesta segunda-feira, 6, sua projeção para a produção de açúcar na Índia na safra 2016/17, de 23,5 milhões de toneladas estimadas em novembro para 21 milhões de toneladas agora. A revisão para baixo, divulgada em relatório mensal da entidade, leva em consideração as adversidades climáticas enfrentadas pelo país asiático, o segundo maior produtor e principal consumidor global do alimento.

Caso se confirme, o volume seria 16,6% inferior ao de 25,2 milhões de toneladas registrado na temporada 2015/16.

Até 28 de fevereiro, a produção de açúcar na Índia alcançava 16,2 milhões de toneladas, ante 19,9 milhões de toneladas em igual momento do ciclo anterior. A safra no país asiático vai de 1º de outubro a 30 de setembro.

Ao todo, são 257 usinas ainda em operação, abaixo das 390 de um ano antes. No Estado de Maharashtra, um dos principais produtores, por exemplo, a quebra de produção é de mais de 40%, com apenas 17 usinas funcionando, ante 102 um ano atrás.

Para a OIA, a Índia poderá ter de mexer nas taxas de importação de açúcar, a fim de estimular as compras externas e garantir o abastecimento interno. Atualmente, a tarifa é de 40%, e há quem defenda zerar essa alíquota.

Pelos cálculos da própria OIA, o país precisará importar mais 500 mil toneladas, além das compras de 1,5 milhão de toneladas já previstas, para que os estoques finais permaneçam em torno de 7 milhões de toneladas.

 
Fonte: Estadão Conteúdo

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui