A importância do Agro para o Brasil agora cresce

O agronegócio será uma das principais válvulas de escape para o cenário futuro da economia

*Ricardo Pinto

Com o coronavírus, a economia global deverá entrar em recessão, sendo que a nossa não será diferente. A pior parte será para as pequenas e médias empresas, com várias indo à falência. O desemprego também crescerá muito. Aliado a tudo isso, voltaremos a ter países mais ricos aumentando o protecionismo de seus produtos, mesmo que apresentem maior custo de produção.

Neste cenário, diversos setores da economia brasileira sentirão fortemente o impacto negativo, mas vejo que, com o Agro, será diferente.

Em 2019, o Agro representou 21% do PIB brasileiro. Com uma provável futura queda nas exportações totais do Brasil e também uma diminuição dos negócios de outros setores da nossa economia, prevejo um forte crescimento da participação do Agro no PIB brasileiro de 2020 e 2021. Ele também absorverá importante parcela dos desempregados, inclusive através de pequenas e médias empresas (fazendas e sítios), que devem se manter vivas e competitivas, ao contrário das pequenas e médias empresas dos demais segmentos.

Logo, o Agro, para mim, será uma das principais válvulas de escape para o caos que se instalará na nossa economia nos próximos meses.

 

*Ricardo Pinto é sócio-diretor da RPA Consultoria, empresa especializada no setor sucroenergético.