Açúcar: contratos futuros voltam a cair nas bolsas de NY e Londres

Nesta terça-feira (8) os contratos futuros do açúcar bruto desvalorizaram em Nova York. O lote para março/20 fechou em 12.46 centavos de dólar por libra-peso, queda de 6 pontos. A tela para maio/20 também recuou 6 pontos e foi firmada em 12.58 centavos de dólar por libra-peso. Os demais vencimentos recuaram entre 5 e 6 pontos.

De acordo com a Reuters “os contratos futuros do açúcar bruto na ICE recuaram nesta segunda-feira, atingindo seu menor nível em quase duas semanas, conforme especuladores interromperam suas coberturas de vendidos após estas elevarem os preços em 10% na semana passada, em um cenário de aperto de oferta”.

O açúcar branco, negociado em Londres, registrou valorização apenas no vencimento para dezembro/19 e foi firmado em US$ 341,60 a tonelada, alta de 2 dólares. O lote para março/20 fechou em US$ 338,90 a tonelada, baixa de 20 cents de dólar. Os outros lotes recuaram entre 70 cents e 1 dólar.

Mercado doméstico

Em São Paulo, os preços do açúcar subiram 0,22% nesta terça-feira, em comparação aos preços praticados na véspera. Segundo o indicador do Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 64,81.

Etanol

O etanol hidratado registrou a sétima valorização consecutiva no mercado paulista, segundo o indicador diário da Esalq/BM&F. O biocombustível foi negociado a R$ 1.866,50 o metro cúbico ontem, alta de 0,65% no comparativo com a véspera.

Mas. Mas. Porque. No entanto.