Compartilhar

Nesta quarta-feira (1°), depois de uma reviravolta positiva no comportamento do clima na Mata Norte do Estado, com mais chuva, a usina Coaf começa a receber cana dos produtores cooperados para iniciar a produção de etanol, açúcar e de cachaça na unidade em Timbaúba.

Com 380 trabalhadores no parque fabril e mais 4,5 mil nos canaviais dos 480 cooperados, a Coaf prevê uma safra de recuperação depois de meses de seca ao longo do ano.

A previsão é alcançar uma moagem de 700 mil toneladas e fabricar 37,2 milhões de litros de etanol, 291 mil sacos de açúcar de 50 quilos e mais 20 milhões de litros de cachaça”, conta Alexandre Andrade Lima, presidente da Coaf e da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco.

A chuva no mês de agosto surpreendeu a Zona da Mata, reduzindo a previsão de quebra produtiva pela seca na safra. Por isso, a Coaf elevou a estimativa de moagem de 600 mil para 700mil toneladas de cana. Na safra passada, foram 750 mil toneladas.

Cadastre-se em nossa newsletter