Você sabe como aumentar o desempenho do seu CTT?

Workshop auxilia usinas a descobrirem quais são os desafios a serem vencidos para aumentar entre 10% e 20% o desempenho de seu CTT

Como até 36% do custo de produção de cana pode estar apenas no CTT, para se reduzir o custo de produção da cana é fundamental que se consiga aumentar o desempenho da Colheita-Transbordo-Transporte de cana durante toda a safra.

De acordo com Antonio Afferri, sócio e consultor da RPA Consultoria, é importante que 10 itens sejam analisados para se obter um melhor desempenho no CTT:

  1. Como funciona o CTT de cana e sua relação de gargalos
  2. O que é Colheitabilidade e qual é a importância da relação de VTs (veículos de transbordo) por colhedora
  3. O uso do simulador de produtividade de colhedora e de VT
  4. Dicas de como se pode aumentar a colheitabilidade de um canavial
  5. Fatores a serem gerenciados no dia a dia de uma frente de colheita
  6. Formação de equipes de alto desempenho
  7. A atuação do Controle (ou Central) de Tráfego como maestro da logística de abastecimento ininterrupto de cana na usina
  8. A diferença entre Disponibilidade Mecânica (responsabilidade da equipe de manutenção) e Eficiência Operacional (responsabilidade dos gestores das frentes)
  9. Como reduzir os tempos perdidos e aumentar a Eficiência Operacional das frentes?
  10. Por que perseguir as metas de desempenho, de perdas e de impurezas todo o tempo?

“O alto desempenho consiste na administração dos tempos auxiliares intrínsecos a estas operações, ou seja, é transmitido para a liderança operacional a importância da gestão de tempos e eventos dentro da logística interna da frente de colheita”, adiciona Afferri.

Workshop

Diante dos pedidos de algumas unidades sucroalcooleiras, a RPA Consultoria criou um workshop onde todos os gestores ligados ao CTT das podem interagir e simular, através de um modelo matemático de alto nível alimentado com seus próprios dados, quais são os desafios a serem vencidos para se aumentar entre 10% e 20% o desempenho de suas colhedoras, transbordos e caminhões canavieiros.

“Ao final do workshop, todos passam a conhecer o desafio que compete a cada um em sua área específica para que a empresa atinja o desempenho almejado e possa estar entre as usinas mais competitivas do Brasil no CTT”, afirma Ricardo Pinto, sócio-diretor da RPA Consultoria.

Afferri explica que os efeitos do ritmo operacional e seu impacto no desempenho dos equipamentos envolvidos, por exemplo, são demonstrados através de um modelo que simula diferentes situações de campo, revelando a importância na gestão da velocidade e tempos de manobra dos recursos envolvidos.

“Paralelamente, o conceito de colheitabilidade é abordado demonstrando como o canavial condiciona os resultados esperados e quais as possíveis estratégias para o planejamento estruturado do sequenciamento da safra”, destaca.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui