Compartilhar

As ações de usinas indianas têm apresentado forte alta nos últimos meses, com o impulso do governo da Índia para o aumento da mistura de etanol.

As ações da Balrampur Chini subiram 86% nos últimos 6 meses, enquanto Dwarikesh Sugar saltou 154% e a Shree Renuka Sugars avançou 211% no mesmo período.

De acordo com Time Now News, a previsão é de que a lucratividade operacional das usinas de açúcar cresça de 13% a 14%.

Planos do governo indiano

Em junho, o governo indiano anunciou que a meta para atingir a mistura de 20% do etanol com a gasolina será antecipada em dois anos, para 2023. Atualmente, cerca de 8,5% do etanol é misturado na gasolina da Índia, país ainda muito dependente do petróleo.

Durante uma conferência, o ministro da União indiano, Nitin Gadkari, disse que o país vai aumentar a produção de etanol por causa do aumento do preço do petróleo, que vem prejudicando os cidadãos indianos.

No momento, o país tem uma capacidade de produção de etanol de 6,8 bilhões de litros, que precisa ser aumentada agressivamente para 10 bilhões de l a fim de atingir a meta de mistura de 20%.

Para impulsionar ainda mais o uso de biocombustíveis, o Ministério do Transporte Rodoviário também permitirá ‘motores flex’ baseados em etanol no país em breve.

O governo também disse às montadoras para começarem a vender veículos de duas rodas compatíveis com gasolina com 95% de etanol dentro de um ano.

Unidade da Balrampur Chini Mills (Divulgação)

Usinas indianas estão se preparando

No dia 9 de julho, a Dwarikesh iniciou um projeto aumentar a capacidade da destilaria em sua unidade localizada em Bareilly, Uttar Pradesh, com um investimento de Rs 2,32 bilhões.

A expectativa é que o projeto de aumento de capacidade aconteça em 16 meses. O projeto está em linha com o compromisso do governo indiano de ampliar a produção de etanol a partir de recursos agrícolas.

Segundo a empresa, a destilaria proposta se voltará para a rota do melaço B Pesado (ou grão) durante a entressafra para a fabricação contínua de etanol.

Em 26 de junho, Shree Renuka Sugars anunciou que investirá Rs 4,50 bilhões para expandir sua capacidade de etanol até outubro de 2022.

Segundo a Renuka, com a demanda inexplorada de etanol devido às políticas do Governo da Índia, o Conselho de Administração da companhia aprovou a expansão da capacidade de produção de etanol de 970 mil litros de etanol por dia para 1,4 milhão de litros por dia.

A Balrampur Chini informou em abril que seu conselho aprovou um investimento mais alto de Rs 4,250 bilhões para uma nova destilaria de 320 mil litros por dia (KLPD), que deve começar em dezembro de 2022. Ela também disse que planeja emprestar dos bancos cerca de Rs 2,20 bilhões para investir em aumento da capacidade de etanol.

Unidade da Balrampur Chini Mills (Divulgação)

A companhia Dalmia Bharat Sugar também está pronta para aumentar sua capacidade de produção de etanol para 150 milhões de litros por ano, dos atuais 80 milhões de l a partir de janeiro de 2022.

A expansão acontecerá na fábrica da empresa em Jawaharpur, Nigohi e Kolhapur. E, uma nova destilaria também será instalada em Ramgarh.

Por Natália Cherubin, com informações da Times Now News

Cadastre-se em nossa newsletter