Conecte-se conosco
 

Destaque

Nova usina a partir da biomassa da cana deve iniciar operação em 2024 no Estado de São Paulo

Publicado

em

Usina de biomassa conta com apoio da InvestSP, usará diferentes tipos de insumos e deve gerar 1,5 mil empregos (Foto: Divulgação)

Uma nova usina para a geração de energia limpa e sustentável a partir de biomassas será construída na cidade de Lençóis Paulista, na região central do estado de São Paulo.

Com a previsão de iniciar as operações a partir do segundo semestre de 2024, a usina de biomassa utilizará como principais insumos o bagaço e a palha da cana-de-açúcar, mas também terá flexibilidade para utilizar outros tipos de biomassa como o cavaco de madeira, os resíduos florestais, a palha de milho e demais fontes oriundas da agroindústria da região.

A responsável pelo projeto da usina de biomassa é o grupo IBS Energy, que venceu o 1º leilão de reserva de capacidade e potência realizado no Brasil, coordenado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), e fechou um contrato de 15 anos. Trata-se do único empreendimento de “energia verde” entre os vencedores do leilão.

O investimento previsto é de mais de meio bilhão de reais. O usina de biomassa deve criar cerca de 1,5 mil empregos diretos e indiretos, quando se considera as etapas de construção e operação, e contribuir para a geração de renda na região.

A assessoria do projeto da usina de biomassa nas áreas ambiental, com suporte no processo junto à Cetesb, e de infraestrutura, no relacionamento e nos trâmites junto à CPFL Energia e à Empresa de Pesquisa Energética (EPE), será feito pela InvestSP (Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade).

Segundo o presidente da InvestSP, Gustavo Junqueir, a InvestSP tem trabalhado para promover uma matriz energética mais limpa e sustentável e priorizado projetos que respeitem o meio ambiente.

“O apoio técnico da Agência e a ampla oferta de biomassa, seja da indústria ou do agronegócio, atraem investimentos como esse para São Paulo. Somado a outras iniciativas apoiadas pela InvestSP, como empreendimentos ‘carbono  zero’ e a ampliação do uso de energia solar, a usina vai contribuir para o crescimento da oferta de energia verde”, disse Junqueira.

A nova usina, que se chama Termelétrica Cidade do Livro, ganhou esse nome em alusão ao apelido do município de Lençóis Paulista e terá capacidade para produzir até 80 MW, o suficiente para abastecer uma cidade de um milhão de habitantes. A energia gerada será disponibilizada na rede geral de distribuição.

Usina fará reutilização de esgoto da cidade

Outro destaque da usina, é que ela será capaz de transformar a água de esgoto da cidade em água de reuso, para utilização no processo de refrigeração, o que ajudará a poupar recursos naturais.

Toda a energia gerada terá certificação I-REC, que comprova a origem renovável do processo, além do balanço positivo na pegada de carbono que o projeto apresenta.

A região de Lençóis Paulista foi escolhida por uma combinação de fatores: apoio da administração pública, acesso logístico, ampla oferta de biomassa, disponibilidade de água e infraestrutura para o escoamento de energia.

“O apoio do InvestSP é de grande importância para a UTE Cidade do Livro, um investimento que gera retorno social e econômico para a região. Esse será o primeiro de muitos outros projetos sustentáveis semelhantes que o Grupo IBS Energy pretende empreender. É um projeto dedicado à produção de energia e que traz diversas inovações em seus processos, sendo o primeiro projeto com essas características e escala no Brasil”, destaca o diretor Presidente do Grupo IBS Energy, Luiz Mello.

Natália Cherubin com informações da InvestSP

Continue Reading