Compartilhar

Os preços do açúcar fecharam mistos na ICE de Nova York nesta quarta-feira (24). A única tela que fechou desvalorizada foi a de março/21, comercializada em 18,16 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 25 pontos no comparativo com a véspera. Já a tela para maio/21 subiu 16 pontos, negociada em 17,17 cts/lb. Os demais contratos fecharam em alta de 8 a 15 pontos.

Operadores destacaram à Agência Reuters que o contrato março continuou volátil antes de seu vencimento, na sexta-feira, com o prêmio para maio recuando a 1,00 centavo, versus fechamento a 1,31 centavo na sessão anterior. “Uma grande entrega é esperada, com os contratos em aberto somando 51.486 lotes em 23 de fevereiro, o que equivale a cerca de 2,6 milhões de toneladas de açúcar, embora novas liquidações de posições sejam esperadas antes do vencimento”.

Londres

Em Londres os contratos foram comercializados com valorização em todos os lotes. A tela maio/21 subiu 2,10 dólares, com a tonelada contratada em US$ 480,50. A tela de agosto/21, por sua vez, foi comercializada em US$ 462,60 a tonelada, alta de 2,80 dólares no comparativo com a véspera. Os demais lotes subiram entre 2,20 e 3,90 dólares.

Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar cristal registrou sua terceira alta consecutiva nesta quarta-feira, com a saca de 50 quilos negociada em R$ 110,50, valorização de 0,88% no comparativo com os preços de terça-feira, de acordo com o Indicador Cepea/Esalq, da USP.

Cadastre-se em nossa newsletter