Safra 2020/21: Usina Batatais deve moer 4,15 milhões de t

Após iniciar sua safra oficialmente ontem, dia 3 de março de 2020, a Usina Batatais afirmou hoje, em coletiva de imprensa, que espera moer 4,150 milhões de t de cana-de-açúcar até o dia 18 de dezembro de 2020, quando espera finalizar a safra com um ligeiro aumento de produção. Em 2019/20 a moagem foi de 4,165 milhões de t.

Baseado nas médias históricas, a produtividade do canavial da Usina Batatais está estimada em 89 toneladas por hectare na safra 2020/2021 sendo que a temporada de chuvas foi favorável ao desenvolvimento do canavial, podendo contribuir para o aumento da produtividade inicialmente prevista.

A produção estimada é de 5,5 milhões de sacas de açúcar de 50 kg e aproximadamente 168 milhões de litros de etanol.

Nessa safra a Usina Batatais irá investir um total de R$ 158 milhões em manutenções agrícolas e industriais, tratos e renovação de canavial para garantir a alta performance dos seus processos produtivos. A empresa está projetando gerar R$ 173 milhões de débito de impostos, em suas operações, na safra 2020/2021.

LEIA TAMBÉM:

Consumo de etanol bate recorde em estado brasileiro

Cana: terceiro maior grupo do setor deve ser vendido por 13 bilhões

Mobilidade sustentável
A preocupação com o meio ambiente está entre as prioridades da empresa, que recentemente adquiriu o Corolla Híbrido Flex, o carro que menos polui no mundo. Abastecido com etanol, reduz em 80% as emissões de gases causadores do efeito estufa por km rodado em relação a um veículo comum a gasolina, valorizando e dando longevidade ao nosso etanol, que ambientalmente é o combustível mais adequado do País.

Em relação ao RenovaBio, política pública que incentiva a expansão de biocombustíveis no Brasil, a Usina Batatais já cumpriu todos os procedimentos de certificação e somente aguarda a confirmação da ANP (Agência Nacional do Petróleo) para ingressar no programa.