Após 15 anos, porto volta a exportar açúcar

Segundo o secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, a retomada ocorreu em maio com o envio de 15 mil toneladas de açúcar com destino à Gâmbia, na África.

“Firmamos uma parceria com a Raízen, que notou as condições atrativas para esse tipo de embarque no porto”, afirmou o secretário ao Valor.

NOVIDADE: Confira como dizer, em inglês, as principais expressões do setor sucroenegético

Para o ano todo, a expectativa de operação no porto é de 250 mil toneladas de açúcar ensacado e 250 mil toneladas a granel.

O embarque de outras 75 mil toneladas de açúcar ensacado com destino para a África e o Mediterrâneo também será realizado por meio da parceria com a Raízen.

A movimentação geral de cargas no porto cresceu 3,6% durante a pandemia. No período de março a maio deste ano, 144 mil toneladas de cargas foram transportadas, em comparação com 139 mil toneladas no mesmo período de 2019.