Compartilhar

A cana-de-açúcar, responsável pela maior fatia do valor total da produção agrícola de Alagoas apresentou queda de 9,9%, passando de R$ 1,235 bilhão de valor da produção em 2019 para R$ 1,112 bilhão em 2020. Em relação ao total, o percentual da cana caiu de 58,27% para 45,37%.

Em 2020 o estado produziu 15,293 milhões de t de cana-de-açúcar, a menor safra dos últimos anos, de acordo com o jornal Gazeta Web. Só para se ter uma ideia, de 2015 para cá, Alagoas registrou três quedas consecutivas na sua produção de cana, que foi superado em 2019.

Enquanto em 2015 a safra atingia 20,7 milhões de t, Alagoas registrou 18,701 milhões em 2016, 17,5 milhões em 2017 e 16,7 milhões em 2018. No ano seguinte, em 2019, houve aumento de 11,7% na produção (18,702 milhões).

A quantidade produzida mantém  Alagoas como o sétimo maior produtor de cana-de-açúcar no país e o primeiro na Região Nordeste. São Paulo (431,5 milhões de toneladas), Minas Gerais (78,3 milhões), Goiás (76,4 milhões), Mato Grosso do Sul (47,8 milhões), Paraná (40,3 milhões) e Mato Grosso (20,8 milhões) ficaram à frente de Alagoas.

Entre os municípios alagoanos, Coruripe, com uma produção de 2,52 milhões de toneladas de cana-de-açúcar em 2020, é o 67º maior produtor do país (caiu 20 posições em relação a 2019). São Miguel dos Campos (190º), Penedo (237º), São José da Laje (306º) e São Luís do Quitunde (312º) completam os primeiros cinco colocados em Alagoas.

Cadastre-se em nossa newsletter