Compartilhar

A emissão de CBios na 1ª quinzena de setembro foi de 1,36 milhão de títulos e os preços médios atingiram a máxima do ano de 2021.

Dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo), compilados pelo Itaú BBA mostram que no acumulado de 2021 até a 1ª quinzena de setembro, o volume emitido de Cbios totalizou 21,6 milhões de títulos, representando 86,7% do total da meta a ser cumprida no ano.

O número de Cbios disponíveis é de 21,2 milhões de títulos, sendo que deste total 59% estão nas distribuidoras, 40% nas produtoras e 1% em partes não obrigadas.

O volume negociado de Cbios em 2021 ganhou força com 5,1 milhões de títulos sendo negociados na 1ª quinzena de setembro, segundo o banco Itaú BBA.

Os preços médios das negociações atingiram a máxima do ano em R$ 45,73 por Cbio na 1ª quinzena de setembro.

O volume de Cbios aposentados no acumulado do ano totaliza 4,3 milhões de títulos. A meta é sair de 41 milhões de Cbios para a emissão de 95,5 milhões de Cbios em 2029.

Natália Cherubin, com informações Itaú BBA

Cadastre-se em nossa newsletter