Compartilhar

A expectativa era que 2020 seria um ótimo ano para o segmento sucroenergético. Havia recuperação gradual dos preços do açúcar no mercado internacional e boas perspectivas para os biocombustíveis, diante da evolução do Programa RenovaBio. Tudo apontava para uma safra positiva.

Mas, logo no início de março de 2020, as vésperas do início da safra 2020/21, estourava a pandemia da Covid-19. Com a queda do preço do petróleo no mercado mundial, a Tereos – com 8 unidades sucroenergéticas no Brasil – mesmo sendo uma companhia mais açucareira, deu ainda mais direcionamento da sua cana para a produção de açúcar, flexibilizando seu portfólio de produtos para compensar a queda de demanda pelo etanol.

“Não tivemos impactos em produtividade”, diz Carlos Leston, diretor de Recursos Humanos do grupo Tereos.

A empresa lançou mão de uma Intensa campanha de comunicação, inclusive direcionada aos familiares por meio e gibi educativo. (Foto: reprodução/ Tereos) 

Com 8 mil funcionários e com boa parte do seu contingente atuando em funções operacionais dentro das oito unidades industriais, o compromisso da companhia desde o início foi, de acordo com Leston, garantir a segurança de nossos colaboradores e a manutenção das operações.

“Implementamos diferentes medidas preventivas e temos sido cautelosos no retorno daqueles que estão em home office ao escritório”, revela.

Entre as principais medidas adotadas pela Tereos para conter o avanço da Covid-19, estão:

  • Distribuição de álcool em gel e máscaras;
  • Medição de temperatura dos colaboradores e visitantes (somente visitas absolutamente necessárias);
  • Desinfecção e Higienização das máquinas e equipamentos;
  • Monitoramento dos afastados e testagem dos sintomáticos;
  • Chamadas regulares da liderança para manter o nível de engajamento em seguir os protocolos;
  • Distanciamento em locais como entrada das usinas e do restaurante, com faixas demarcando a distância segura;
  • Ocupação de menos de 50% nos ônibus e carros da frota da Tereos;
  • Intensa campanha de comunicação, inclusive direcionada aos familiares por meio e gibi educativo;
  • Criação de Programa de Apoio e Prevenção ao Covid-19 (PAP Covid-19), um canal de atendimento 24 horas feito por profissionais de psicologia para apoiar colaboradores e seus dependentes.

A empresa também instituiu o Programa de Apoio Psicológico (PAP Covid), um atendimento psicológico via telefone para colaboradores e familiares, que funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

“Também foi desenvolvido um gibi educativo sobre o tema que foi entregue com um kits de máscaras de proteção e álcool em gel”, conta Leston.

Ações com as comunidades

Além de ações com os colaboradores, desde o início da pandemia, a Tereos promoveu iniciativas para ajudar a comunidade. Realizou a doação de 52 mil litros de álcool 70º para ser utilizado na assepsia de hospitais e postos de atendimento do SUS.

Além de ações com os colaboradores, desde o início da pandemia, a Tereos promoveu iniciativas para ajudar a comunidade. (Foto: reprodução/ Tereos)

A doação foi entregue para hospitais e postos de saúde de cerca de 30 municípios do entorno das instalações industriais do Grupo. Os hospitais também receberam doação de açúcar.

Em parceria com a VLI, empresa de logística multimodal, a Tereos doou 4 mil litros de álcool 70% e quatro mil quilos de açúcar Guarani, marca de varejo do Grupo. Os itens compuseram 2 mil cestas básicas entregues para caminhoneiros que descarregam no terminal de Guará, no interior de São Paulo.

Safra recorde

Desde o início da pandemia, a Tereos desenvolveu ações e protocolos para evitar que os seus funcionários fossem infectados e, e de acordo com o diretor de Recursos Humanos da Tereos, eles foram fundamentais para mitigar a Covid-19 entre os colaboradores.

“Inclusive, esses protocolos são revisados semanalmente em Comitês dedicados ao tema”, revela Leston.

Com as ações foi possível tocar a safra normalmente, sempre com cuidados com a saúde dos colaboradores e seguindo as orientações das autoridades de saúde. “Apesar da pandemia, a empresa bateu recordes históricos nesta safra”, destaca.

A Tereos encerrou o ciclo 2020/21 em novembro e o resultado foi melhor que o esperado com diversos recordes de produção. Foram 20,9 milhões de t de cana-de-açúcar processadas, a maior moagem já obtida na história da companhia. Outro registro histórico foi o aumento de produtividade agrícola.

“A companhia atingiu um rendimento de 12,2 t de açúcar por hectare (ATR/ha). Também tivemos aumento progressivo da performance industrial, permitindo o recorde histórico em moagem diária de 120.300 toneladas de cana”, adiciona Leston.

2021: Retomada gradual e planejada

A empresa trabalha em um plano para a retomada gradual e planejada que deve começar a ocorrer no início deste ano, se a pandemia continuar em recuo nas cidades onde atua.

“Nossa preocupação é assegurar a saúde e a segurança dos colaboradores neste momento de pandemia. Mas, paralelamente, a empresa tem na agenda um estudo para avaliar o sistema de trabalho híbrido no pós-pandemia”, revela o diretor de RH da Tereos.

Por Natália Cherubin

Cadastre-se em nossa newsletter