Compartilhar

A Organização Internacional do Açúcar (OIA) projeta que a produção global de etanol em 2021 deve ficar em 103,9 bilhões de litros, 3 bilhões de litros a mais do que em 2020, mas ainda abaixo dos níveis pré-pandemia. “Nos Estados Unidos, os preços de milho subiram, pressionando os custos com insumos.”

No Brasil, diz a organização, uma safra menor de cana-de-açúcar no Centro-Sul e um mix mais açucareiro devem reduzir a produção do biocombustível à base de cana.

Cadastre-se em nossa newsletter