Compartilhar

Após a confirmação da nova variante da covid-19 no Brasil, a prefeitura de Araraquara (SP) decretou lockdown nesta segunda-feira, 15, ou seja, bloqueio total. O decreto restringe a circulação de pessoas por 15 dias e só vai ser permitido em caso de acesso a serviços essenciais, que só vão poder abrir até as 20h. A multa para quem não cumprir a determinação é de até R$ 6 mil.

A medida preocupa os produtores por conta de uma possível instabilidade nos trabalhos de campo, já que o município está em plena colheita de soja e milho e já iniciou o plantio da cana-de-açúcar.

O vice-presidente do Sindicato Rural de Araraquara João Henrique de Souza Freitas, comenta que a prefeitura do município ainda não determinou normas preventivas para o setor do agro, mas afirma que pessoas dentro do grupo de risco devem permanecer em casa, independente da função que ele assuma no agronegócio.

João Henrique ainda demonstra preocupação com o impacto do lockdown na cadeia produtiva do agronegócio da região. “O setor agro neste momento está em plena colheita, tanto soja quanto milho da nossa região. O nosso medo é que as empresas que recebem esse produto entrem em lockdown. Para os empresários rurais o campo não para, mas as grandes empresas que recebem as entregas podem parar”, alerta.

Além disso, o vice-presidente do sindicato, que também é coordenador do Senar em Araraquara, relata que todos os cursos presenciais que iniciariam dentro das usinas da região, foram suspensos devido à restrição.

Cadastre-se em nossa newsletter