Compartilhar

A cana-de-açúcar ficou em primeiro lugar no ranking do valor de produção em Pernambuco no ano passado, rendendo aos produtores R$ 1,61 bilhão, 41,2% a mais do que em 2019. Em 2020, a produção agrícola pernambucana bateu recorde e ultrapassou R$ 5,4 bilhões, o que representa um aumento de 17,4%, frete ao ano anterior.

Os dados da Produção Agrícola Municipal (PAM), uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), indicou que o desempenho também rendeu ao Estado, o sexto lugar, a nível nacional.

Houve um aumento de 17,4% na quantidade colhida em 2020, chegando a 14,8 milhões de toneladas e um rendimento de 57,5 toneladas por hectare.

Segundo a supervisora das pesquisas agropecuárias do IBGE em Pernambuco,
Remonde Gondim, a retomada da produção das usinas por meio das cooperativas estimulou o pequeno produtor e levou a um incremento da área plantada. ”

Além disso, as condições climáticas permitiram uma melhor produtividade e as exportações também subiram”, aponta.

No Brasil, a combinação de clima favorável e preços elevados em ano atípico, de pandemia, levou o país a ter o melhor resultado da série histórica: R$ 470 bilhões, alta de 30,4%.

Cadastre-se em nossa newsletter