Compartilhar
Com capacidade instalada para processar 3,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra, a Unidade Água Emendada pode produzir 360 milhões de litros de etanol (Foto:Divulgação/Atvos)

No dia 16 de dezembro, a Usina Água Emendada da Atvos completa 10 anos de operação. Localizada no município de Perolândia, em Goiás, foi a nona planta inaugurada pela empresa de bioenergia com a missão de produzir etanol, além de cogerar energia limpa e renovável a partir da biomassa da cana-de-açúcar.

Nessa primeira década de atividades, a unidade teve uma função importante na região com o desenvolvimento de iniciativas socioambientais e socioeconômicas.

“É gratificante olhar para trás e perceber a quantidade de vidas que impactamos e o quanto movimentamos a cidade de Perolândia e seu entorno ao longo da última década. Pelos próximos anos, daremos continuidade ao nosso compromisso de contribuir com o desenvolvimento da região, gerando emprego e renda para a população, e promovendo ações para renovar o amanhã do município e suas comunidades”, comenta Luiz Bianchi, diretor superintendente do Polo Goiás da Atvos.

João Alfredo Schenkel, supervisor administrativo de almoxarifado, faz parte do time de integrantes que participa das operações da Unidade Água Emendada desde o seu início.

Construída em 2011, a Unidade Água Emendada recebeu R$ 1 bilhão em investimentos nas áreas agrícola e industrial.

Com capacidade instalada para processar 3,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por safra, a planta pode produzir 360 milhões de litros de etanol, volume suficiente para movimentar aproximadamente 7,2 milhões de carros compactos, além de cogerar 380 GWh de energia elétrica limpa a partir de biomassa, quantidade que abasteceria uma cidade com cerca de 1,8 milhão de pessoas.

Desde 2012, por meio do Energia Social, programa de ações socioambientais da Atvos, as comunidades locais têm sido beneficiadas por iniciativas em diferentes áreas.

Um exemplo é o projeto “Conservando as árvores na mata, a água no rio e o homem na terra”, que atuou na recuperação de onze nascentes do Assentamento Três Pontes, localizado em Perolândia. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Atvos, a Prefeitura Municipal e a Fundação de Apoio à Pesquisa da Universidade Federal de Goiás.

Geração de emprego e desenvolvimento profissional

Atualmente, a usina conta com cerca de 750 colaboradores diretos e emprega mais de 2.250 de forma indireta. João Alfredo Schenkel, supervisor administrativo de almoxarifado, faz parte do time de integrantes que participa das operações da Unidade Água Emendada desde o seu início.

“A chegada da Atvos contribuiu muito para o desenvolvimento local ao proporcionar empregos e melhorias em infraestrutura, movimentando economicamente a região. Há dez anos, iniciei como assistente administrativo e, desde então, tenho aproveitado as oportunidades de desenvolvimento de carreira que me foram oferecidas e hoje sou responsável pela supervisão da área”, comemora João.

Para o supervisor este período na companhia contribuiu tanto para o meu crescimento profissional quanto pessoal. “Graças a essa oportunidade, consegui me graduar em Administração, mesmo depois dos 39 anos. Foi uma conquista que eu não planejava há dez anos, mas que passei a construir a partir do incentivo diário dos meus líderes, que proporcionaram muitas chances para o meu desenvolvimento. Minha expectativa é continuar crescendo junto com a companhia”, almeja o supervisor.

Cadastre-se em nossa newsletter