Centro-Sul fecha 2020 próxima das 600 milhões de toneladas de cana

A moagem acumulada desde o início da safra 2020/2021 até 01 de janeiro de 2021 somou 597,36 milhões de toneladas no Centro-Sul do País – crescimento de 3,16% no comparativo com o mesmo período do último ciclo agrícola, anunciou a União da Agroindústria Canavieira (Unica) nesta quarta-feira (13).

De acordo com a entidade, a produção acumulada de açúcar no mesmo período atingiu 38,20 milhões de toneladas, com crescimento de 44,22% no comparativo com o mesmo período da safra passada.

Já a produção de etanol até 01 de janeiro de 2021, por sua vez, atingiu 9,59 bilhão de litros de etanol anidro (-2,70%) e 19,71 bilhão de litros de etanol hidratado (-11,60%).

Especificamente na segunda quinzena de dezembro, a produção de etanol hidratado foi 25,94% superior a quantidade observada no mesmo período no ciclo 2019/2020.

“Esse aumento se deve, majoritariamente, ao biocombustível produzido a partir do milho, que totalizou 88,67 milhões de litros na segunda metade do mês”, explicou a Unica em nota.

No acumulado desde o início da safra 2020/2021 até 01 de janeiro de 2021, foram produzidos 1,35 bilhão de litros de etanol de milho, com aumento de 82,72% em relação ao ciclo agrícola 2019/2020.

Na segunda quinzena de dezembro, 7 empresas encerraram a moagem. No acumulado desde o início da safra até 1 de janeiro de 2021, já são 258 unidades com safra 2020/2021 encerrada, ante 257 verificadas na mesma data de 2020.

Em janeiro de 2021, 10 unidades devem seguir produzindo, sendo 5 exclusivas de etanol de milho, 3 processando cana-de-açúcar e 2 unidades flexíveis que utilizam milho e cana-de-açúcar como matéria-prima.