Compartilhar

Dados compilados pela Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), apontam que em dezembro de 2020 foram consumidos 5,072 bilhões de l de gasolina equivalente pela frota de veículos leves (ciclo Otto).

O volume é 0,25% superior ao registrado no mesmo mês de 2019 e representa a primeira variação mensal positiva, na comparação ao ano anterior, desde o início da pandemia.

Leia também: Etanol hidratado e anidro registram altas; veja os números

Em dezembro foram consumidos 1,94 bilhão de litros de etanol hidratado – esse volume representa queda de 9,42% quando comparado ao registrado no mesmo mês de 2019. Já as vendas de gasolina, cujo consumo inverteu a tendência a partir de setembro de 2020, apresentaram aumento de 4,31% em dezembro na comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Em 2020, o volume total de combustíveis leves comercializado foi de 49,3 bilhões de litros de gasolina equivalente, o que representa uma retração de 8,60% em relação a 2019. O consumo de etanol hidratado fechou o ano com redução de 14,58%, com total de 19,26 bilhões de litros. Já a demanda por gasolina retraiu 6,13% no acumulado de 2020.

A participação do etanol hidratado e do etanol anidro no ciclo Otto em dezembro foi de 46,51%; já no ano de 2020, a representatividade desses biocombustíveis foi de 46,96%, frente ao índice de 48,4% em 2019.

“O crescimento do consumo de gasolina e a queda na demanda de etanol hidratado são explicados, entre outros fatores, pela maior recuperação das vendas de combustíveis leves na região norte-nordeste, onde a competitividade do biocombustível é menor”, explica Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA.

Pádua destaca que o consumidor brasileiro, ao optar pelo etanol, está contribuindo para o combate às mudanças climáticas, já que o biocombustível oferece uma redução de até 90% das emissões quando comparado à gasolina.

Ciclo Diesel

Ao contrário dos combustíveis leves, o consumo de diesel fechou 2020 com saldo positivo sobre 2019. No mês de dezembro, 5,68 bilhões de litros foram vendidos, crescimento de 9,22% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

No acumulado de 2020, o consumo de diesel totalizou 57,47 bilhões de litros, com um acréscimo mínimo de 0,30% frente as vendas de 2019.

Cadastre-se em nossa newsletter