Compartilhar

Os super rodotrens, composições rodoviárias de 11 eixos e com Peso Bruto Total Combinado entre 74 e 91 toneladas voltarão a ser permitidos no Brasil. Eles haviam sido proibidos depois de alguns pedidos de entidades que representam as concessionárias de rodovias, que alegam que tais conjuntos provocam o desgaste das estradas.

A Resolução 872 do Contran, Conselho Nacional de Trânsito, muda esta regra e, desde o primeiro dia de outubro, permite que os super rodotrens sejam utilizados exclusivamente no transporte de cana-de-açúcar.

Esta regra exige também que o conjunto seja tracionado por um cavalo-mecânico, ou caminhão-trator, de tração 6×4 e CMT acima de 91 toneladas, além de 510 cavalos de potência.

O conjunto deve ter no máximo 4,4 metros de altura e entre 28 e 30 metros de comprimento. A circulação desse tipo de super rodotrem deverá sempre ser feita com AET, ou Autorização Especial de Trânsito e não pode ultrapassar a velocidade máxima de 60 km/h. O percurso é de no máximo 80 quilômetros e existem diversas outras regras operacionais para que se possam utilizar esses super conjuntos.

Cadastre-se em nossa newsletter