Demanda impulsiona preços do etanol

Mesmo com a proximidade do “pico de safra” na região Centro-Sul, o preço do etanol hidratado seguiu em alta no mercado paulista na semana passada. Segundo colaboradores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP), o suporte continua atrelado à demanda das distribuidoras, que está aquecida, pois o biocombustível segue com vantagem sobre a gasolina C nos principais centros consumidores.

De 8 a 12 de julho, o Indicador Cepea/Esalq do etanol hidratado fechou cotado a R$ 1,6507/litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins) e avançou de 0,63% em relação ao da semana anterior. No caso do etanol anidro, o indicador foi de R$ 1,8487/litro (sem PIS/Cofins), pequena elevação de 0,18% na mesma comparação.

Os analistas do Cepea observam que em junho, a média do indicador do etanol hidratado foi a terceira menor para o mês das últimas seis safras, em termos reais “valores deflacionados pelo IGP-M de junho/19. ?Do lado produtor, algumas usinas ficaram fora do mercado. Ao longo da semana, outros estados produtores, como Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, também registraram alta nos preços do hidratado.”