Etanol: Demanda aquecida sustenta alta de preços

A última semana de setembro foi marcada por alta de preços no estado de São Paulo, seguindo o movimento verificado no período anterior, de acordo com pesquisas do Cepea. O suporte vem da demanda aquecida e do posicionamento firme do vendedor.

Além disso, chuvas no estado de São Paulo em partes da semana passada limitaram o processamento da cana. O que também influenciou o avanço nos valores do biocombustível.

Entre 23 e 27 de setembro, o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado fechou a R$ 1,7471/litro (sem ICMS e sem PIS/Cofins). Alta de 1,46% em relação à da semana anterior.

Quanto ao etanol anidro, o Indicador CEPEA/ESALQ foi de R$ 1,9180/litro (sem PIS/Cofins), aumento de 2,43% no mesmo período.