Compartilhar

O conselho de administração da Raízen, joint-venture entre Cosan (CSAN3) e Shell, aprovou neste mês a venda da participação acionária detida pela companhia no Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), no âmbito da oferta pública de distribuição primária e secundária de ações ordinárias.

Serão definidos pela administração do CTC a quantidade de ações a serem alienadas pelo contexto da oferta de ações e o preço de venda das ações, conforme venha a ser acordado na data de precificação da operação, sublinha a Raízen no documento divulgado.

Em fevereiro, o CTC retomou o seu processo de oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês), que havia sido interrompido no dia 22 de janeiro.

 Raízen venderá fatia que detém na CTC, em processo de IPO
Raízen venderá fatia que detém na CTC, em processo de IPO. (Foto: reprodução)

Na minuta do prospecto preliminar, que acompanha o pedido, o CTC declara que “acredita ser a empresa líder em melhoramento genético e biotecnologia aplicados à cultura da cana-de-açúcar.”

A seção Central dos IPOs, elaborada pelo Money Times, acompanha todos os processos de IPO que estão rolando no mercado.

Cadastre-se em nossa newsletter