Compartilhar
As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 31,75 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de outubro, volume 17,87% menor na comparação com igual período do ano passado (38,65 milhões de toneladas). 
 
No acumulado da safra 2016/17, iniciada em abril, a moagem atinge 537,31 milhões de toneladas, 4,24% mais ante igual intervalo do ciclo 2015/16 (515,46 milhões de t). Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 16, pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).
 
Pelos dados apurados pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), em uma amostra de 155 empresas, a produtividade da área colhida em outubro no Centro-Sul atingiu 65,74 toneladas de cana-de-açúcar por hectare, com queda de 15,06% em relação ao índice apurado há um ano e de 9,56% ante setembro de 2016.
 
Entre os Estados, a quebra agrícola variou de 2,01% em Mato Grosso do Sul a 21,08% em Goiás, no comparativo anual. O mix de produção na quinzena foi de 49,31% da oferta de matéria-prima para açúcar e os outros 50,69%, para etanol. 
 
No acumulado da temporada, os porcentuais são de 46,71% e 53,29%, respectivamente. Com isso, a produção de açúcar nos últimos 15 dias de outubro alcançou 2,04 milhões de toneladas (menos 6%). Já a de etanol totalizou 1,30 bilhão de litros (menos 29,33%), dos quais 625 milhões de litros de anidro e 678 milhões de litros de hidratado. 
 
No acumulado da safra 2016/17, a fabricação de açúcar atinge 32,06 milhões de toneladas (mais 16,64%) e a de etanol, 22,57 bilhões de litros (menos 4,19%), dos quais 9,54 bilhões de litros de anidro (mais 7,18%) e 13,02 bilhões de litros de hidratado (menos 11,11%). 
 
Em relação à qualidade da matéria-prima, a Unica informou que o nível de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) na segunda quinzena de outubro foi de 137,40 kg por tonelada de cana no Centro-Sul (menos 2,20%). No acumulado do ciclo, totaliza 134,10 kg por tonelada (mais 0,31%).
 
Ainda de acordo com a Unica, 55 unidades encerraram a safra até 1º de novembro. Elas apresentaram uma redução de 11,86% na moagem em relação à safra anterior, quando processaram 63,16 milhões de toneladas de cana-de-açúcar – cerca 10% do total de 617,71 milhões de toneladas moídas no Centro-Sul. Para a 1ª quinzena de novembro, a entidade prevê que 40 usinas terminem os trabalhos de colheita.
 
Fonte: Estadão Conteúdo
Cadastre-se em nossa newsletter