Compartilhar

A BR Distribuidora afirmou ontem que considera possível uma condenação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) por formação de cartel na área de distribuição de combustível em Minas Gerais, junto com as distribuidoras Ale, Ipiranga e Raízen.

A declaração foi feita em resposta a um ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na sexta-feira, em que a autarquia questiona a empresa a respeito de reportagem publicada pelo Valor na quinta-feira sobre o parecer da Superintendência Geral (SG) do Cade, apontando que as quatro distribuidoras formaram um cartel em Belo Horizonte e municípios vizinhos entre 2007 e 2008.

As empresas devem receber uma multa perto do teto permitido pela legislação, de 20% do faturamento no ano anterior ao da abertura do processo nas regiões afetadas.

Fonte: Valor Econômico 

Cadastre-se em nossa newsletter