Compartilhar

A produção de açúcar no Brasil preocupa os mercados diante da previsão de queda da moagem de cana-de-açúcar da região Centro-Sul. No entanto, de acordo com a S&P Global Platts, o período de embarque de maio mostra que o preço FOB (Free On Board) de Santos fechou no 15 de abril em 16,39 centavos/lb, uma alta de 6,64% na semana e alta de 62,92% no ano.

O contrato de maio de açúcar na Bolsa de Nova York subiu 11,35% entre 1º de abril, primeiro dia oficial da safra 2021-22 Centro-Sul, e 15 de abril.

Enquanto alguns traders sugeriram que o Centro-Sul do Brasil poderia ter menos cana do que inicialmente estimado para esmagar e, portanto, menos açúcar seria produzido, outros argumentaram que mesmo com menos cana, o açúcar total permaneceria próximo aos 36 milhões de t estimados principalmente no mercado.

A última atualização da S&P Global Platts Analytics, em 26 de março, apontou para uma produção de açúcar no centro-Sul na safra 2021-22 em 35,6 milhões de toneladas, queda de 7% no ano, enquanto a moagem de cana foi estimada em 590 milhões de toneladas, abaixo dos 606 milhões de toneladas da safra anterior.

A avaliação da S&P Global Platts aponta que é difícil medir o tamanho da colheita nos primeiros 15 dias da nova estação de moagem e que, portanto, qualquer volatilidade forte, como a observada nos últimos três dias no contrato futuro de açúcar na Bolsa de Nova York, tem maior probabilidade de estar refletindo um movimento técnico, onde corretoras e fundos de hedge estão mudando suas posições.

Cadastre-se em nossa newsletter