Açúcar cai mais de 60 pontos na bolsa; entenda o motivo

Os contratos futuros do açúcar registraram forte desvalorização em Nova York, na ICE ontem (16). Os contratos para maio/20 caíram 61 pontos e foram firmados em 11.09 centavos de dólar por libra-peso.

Já o lote para julho/20 fechou em 11.06 centavos de dólar por libra-peso, queda de 58 pontos. Os outros contratos desvalorizaram entre 27 e 57 pontos.

Por conta da pandemia do Coronavírus, a trading internacional Czarnikow reduziu ontem a estimativa para o consumo global de açúcar neste ano em quase 2 milhões de toneladas.

De acordo com a trading, a diminuição do uso geral de açúcar acontece em países que impuseram medidas de isolamento para conter a doença.

Assim como em Nova York, Londres também fechou em queda. Na ICE Future, os contratos para maio/20 foram comercializados em US$ 342,50 a tonelada, queda de 12,50 dólares.

O lote para agosto/20 fechou em US$ 334,50 a tonelada, recuo de 10,90 dólares. Os demais vencimentos desvalorizaram entre 6 e 11,30 dólares.

O açúcar no Brasil 

Em São Paulo, a saca de 50 kg de açúcar cristal fechou em R$ 78,39. Os números do indicador Cepea/Esalq, da USP, mostram que houve desvalorização de 2,26% ante ao valor da sexta-feira (13). Mas.