Açúcar: mercado pressionado ajuda preços fecharem em baixa na bolsa

Com o mercado apoiado pelo aperto nas ofertas diante do vencimento do contrato março, que expira em 14 de fevereiro, os preços do açúcar na ICE Future atingiram nesta quarta-feira (29) a máxima de dois anos e meio, segundo apurou a Agência de Notícias Reuters com operadores de mercado. De acordo com os analistas ouvidos pela Reuters, os contratos do açúcar branco foram pressionados pela redução de ofertas no curto prazo e pelo ritmo lento nas exportações da Índia.

Em Nova York o vencimento março/20 chegou a bater a máxima de 14,87 centavos de dólar por libra-peso, bem próximo da marca de 14,90 cts/lb (máxima de dois anos registrada em dezembro). No entanto, com o transcorrer dos negócios a commodity fechou em baixa de 5 pontos cotada em 14,49 cts/lb. As demais telas caíram entre 8 e 15 pontos.

Por aqui os preços do açúcar também fecharam em baixa nesta quarta-feira. A commoditie foi cotada em R$ 76,21 a saca de 50 quilos do tipo cristal. As informações são do índice do Cepea/Esalq, da USP.

Diferentemente do Brasil e de Nova York, em Londres, o vencimento março/20 fechou em alta de 1,40 dólar e negócios em US$ 406,80 a tonelada. Os demais lotes, no entanto, recuaram entre 90 cents e 3,70 dólares.