Açúcar: países-membros de organização defendem painel na OMC contra a índia

Os países-membros da Global Sugar Alliance (Aliança Global do Açúcar), da qual o Brasil faz parte, apoiam o estabelecimento de um painel na Organização Mundial do Comércio (OMC) para investigar e deliberar sobre os subsídios da Índia ao açúcar. De acordo com a Unica (Indústria da Cana-de-Açúcar), em nota, a ação na OMC é liderada pelos membros da aliança – Austrália, Brasil e Guatemala, que cobram da Índia uma prestação de contas sobre as políticas que distorcem o comércio internacional da commodity. “A situação vem ganhando proporções preocupantes desde 2018, quando Austrália e Brasil acusaram as práticas indianas”, diz o documento.

No dia 11 de julho, o Brasil apresentou ao Órgão de Solução de Controvérsias da Organização Mundial do Comércio (OMC) pedido de estabelecimento de painel no âmbito do contencioso iniciado em fevereiro deste ano a respeito do regime de apoio ao setor açucareiro da Índia.

“A Índia, como todos os membros da OMC, concordou em obedecer a um conjunto de regras e compromissos internacionais que permitem o comércio mundial e proíbem subsídios injustos que distorcem o mercado”, disse o diretor-geral da Global Sugar Alliance, Greg Beashel. “É hora de a Índia se retratar”, reforçou, conforme nota da Unica.

A Global Sugar Alliance reúne 85% das exportações mundiais de cana-de-açúcar. Os membros são Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Colômbia, Índia, Guatemala, África do Sul e Tailândia.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui