Açúcar: preços do açúcar reagem e fecham em alta

0
60

Os contratos futuros do açúcar, nas bolsas internacionais, registraram alta nessa terça-feira (23). O açúcar demerara, negociado em Nova York, subiu 42 pontos no lote para outubro/19 e fechou em 11.98 centavos de dólar por libra-peso. A tela março/19 foi firmada em 12.96 centavos de dólar por libra-peso, alta de 38 pontos. Os outros vencimentos valorizaram entre 34 e 38 pontos.

Em Londres, onde o açúcar branco é negociado, o lote com vencimento para outubro/19 fechou em US$ 318,30 a tonelada, alta de 3,20 dólares. Os contratos para dezembro/19 fecharam em US$ 329,40 a tonelada, valorização de 2,80 dólares. Os demais lotes do açúcar branco subiram entre 3,40 e 6,40 dólares.

De acordo com reportagem publicada ontem (23) pela Reuters, os preços do açúcar bruto permanecem perto de uma mínima de 10 anos em Nova York e o real ganhou quase 10% ante o dólar desde maio, com impulso recente da aprovação em primeiro turno da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

A reportagem traz que estes fatores, reduziram ainda mais o incentivo para as exportações de açúcar. Atualmente, o volume de açúcar a ser embarcado nos portos do Brasil despencou para seu menor nível em pelo menos cinco anos: 745 mil toneladas de açúcar, 28% a menos que o visto nesta época do ano passado, quando a produção já foi reduzida.

Mercado interno

Em São Paulo, o indicador diário do açúcar cristal Cepea/Esalq caiu 0,76%, quando comparado à véspera e fechou em R$ 58,58 a saca de 50 kg.

Etanol

O indicador diário do etanol hidratado Esalq/BM&FBovespa, posto Paulínia, foi firmado em R$ 1.771,50 o metro cúbico, variação positiva de 0,51% quando comparado com os preços praticados na véspera.