Compartilhar

Como 75% a 80% do custo final de produção de açúcar refere-se à matéria-prima, os maiores desafios para se reduzir o custo de produção do açúcar estão justamente na área agrícola.

Hoje um dos principais desafios das unidades sucroalcooleiras tem sido o custo de produção da cana-de-açúcar própria. Hoje este custo bate aproximadamente de R$ 103 a R$ 105 por tonelada, enquanto deveria estar entre R$ 77 e 79 por tonelada.

De acordo com Ricardo Pinto, sócio-diretor da RPA Consultoria, para conseguir custos abaixo de R$ 77-79 por tonelada deve haver, concomitantemente, um crescimento na produtividade agrícola e uma redução nos custos de parceria agrícola, renovação de canaviais, tratos culturais, administração agrícola e CTT (Corte Transbordamento e Transporte).

“Por fim, ajuda bastante se houver incremento nos rendimentos industriais e redução no custo de SG&A [Sales, General & Administrative] da usina, ou seja, o custo administrativo-financeiro da Companhia”, adiciona.

Pensando nisso, a RPA Consultoria desenvolveu um workshop, realizado em um período do dia – numa manhã ou tarde – no qual se reúnem todos os gestores agrícolas de uma usina (ou usinas) para participarem, interagirem e simularem, através de um modelo matemático desenvolvido exclusivamente pela consultoria, quais são os desafios a serem vencidos para se chegar no custo de 10 cents de dólar por libra-peso.

“Desenvolvemos um modelo matemático de alto nível que é alimentado com os dados da própria unidade sucroenergética. Ao final do workshop, todos passam a conhecer o desafio que compete a cada um em sua área específica para que a empresa atinja o custo almejado e possa lucrar mesmo em períodos de preços baixos, como agora”, explica Ricardo.

Ainda de acordo com ele, como é um Workshop interativo, possibilita uma capacitação mais estratégica, tática de maneira mais rápida e efetiva.

Cadastre-se em nossa newsletter