Início Notícias Açúcar valoriza 10% em 3 dias e atinge máxima de 4 anos...

Açúcar valoriza 10% em 3 dias e atinge máxima de 4 anos e meio

Compartilhar

O contrato outubro/21 da ICE Europe de Londres para o açúcar branco expirou ontem após bater a máxima de quatro anos e meio, negociado a US$ 511,90 a tonelada, valorização de 16,30 dólares no comparativo com os preços da véspera. O valor superou a cotação de março de 2017. Em três dias a commodity valorizou mais de 10% nos contratos outubro/21.

Os demais lotes da ICE também fecharam a quarta-feira em alta. O vencimento dezembro/21 subiu 15,30 dólares, negociado em US$ 514,50 a tonelada. Nas demais telas a oscilação positiva variou entre 5,90 e 13,20 dólares.

Segundo a Reuters, a trading de commodities ED&F Man receberá 124,8 mil toneladas de açúcar branco para serem entregues contra o vencimento do contrato de outubro, de acordo com informações preliminares de operadores divulgadas nesta quarta-feira.

Açúcar bruto

Em Nova York a quarta-feira também foi de alta no açúcar bruto negociado na ICE. O vencimento outubro/21 subiu 56 pontos, ou 3%, no comparativo com a véspera, negociado a 19,52 centavos de dólar por libra-peso. Já a tela março/22 foi contratada a 20,26 cts/lb, valorização de 60 pontos. Os demais lotes subiram entre 10 e 50 pontos.

Operadores disseram à Reuters que o mercado recuperou algum terreno depois de recuar para a mínima desde o início de agosto, em 18,57 centavos de dólar, mas parece haver poucos motivos para esperar uma grande recuperação nos preços, em parte devido à perspectiva das exportações da Índia.

“A consultoria CovrigAnalytics projetou que a região Centro-Sul do Brasil deve produzir 34,17 milhões de toneladas de açúcar na temporada de 2022/23″, finalizou a nota da Agência Internacional de Notícias.

Açúcar cristal

Pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, o açúcar cristal fechou em baixa ontem, negociado em R$ 141,34 a saca de 50 quilos, contra R$ 142,61 da véspera, recuo de 0,89% no comparativo entre os dias.