Compartilhar

A BP Bunge Bioenergia, após período de testes de eficiência, consolida a adoção de um sistema de monitoramento de incêndios em áreas de canaviais a partir do uso de imagens captadas por satélite.

A tecnologia permite que as equipes sejam alertadas sobre possíveis incêndios nos canaviais e em seu entorno. Pelo uso de inteligência artificial, o sistema tem capacidade de identificar autonomamente focos de fogo, emitindo alertas visuais e sonoros nas salas de monitoramento e ligação de aviso às brigadas de combate a incêndios.

Ao alto, à esquerda, monitor do sistema de controle de incêndios com imagens de satélite de áreas da operação agroindustrial, em sala de gestão de operações da BP Bunge – imagem produzida antes da pandemia (Crédito: Divulgação)

A ferramenta inclui também o envio de alertas via WhatsApp, com indicação da coordenada do foco de incêndio. De acordo com Nadia Gama, diretora de HSSM (Saúde, Segurança e Meio Ambiente) da BP Bunge, a companhia jamais usa fogo em suas atividades nos canaviais. Toda a colheita de suas 11 unidades é 100% mecanizada.

“Mas convivemos com riscos de incêndios nos canaviais, principalmente em épocas de seca, como a atual. Por isso, além de possuir estruturas e pessoal preparado para identificar focos de fogo, a empresa tem investido significativamente para reduzir os riscos com queimadas”, afirma Nadia.

A plataforma adotada pela BP Bunge utiliza 13 satélites que monitoram áreas áreas de plantio e suas proximidades, disponibilizando as funcionalidades que agilizam o atendimento a ocorrências e gerando relatórios completos para o planejamento preventivo.

O combate a incêndios exige que focos de fogo sejam identificados o mais rápido possível, para que as equipes de brigadistas, apoiadas por caminhões pipa, possam se deslocar com a maior urgência aos locais das ocorrências.

“Contar com uma ferramenta que utiliza imagens captadas por satélites e que dispõe de sistemas ágeis de alerta, como é o caso da plataforma da GMG, é um diferencial que tem contribuído significativamente para o sucesso das ações de combate a incêndios de nossa companhia”, acrescenta Nadia Gama.

Além da plataforma de captação de imagens por satélite, o Programa de Prevenção e Combate a Incêndios investe na aquisição e manutenção de equipamentos; formação, treinamento e gestão de equipes com centenas de brigadistas; procedimentos de limpeza de máquinas e dos carreadores de acesso às áreas; manutenção de aceiros; promoção de campanhas internas e externas de prevenção, inclusive em parceria com as Associações do setor em cada estado de atuação; e gestão de sistemas de apoio.

Cadastre-se em nossa newsletter