Contratos futuros do açúcar fecham mistos da bolsa; veja os números

Nessa quinta-feira (26) os contratos futuros do açúcar bruto, negociados na ICE em Nova York, fecharam em queda, acompanhando os preços do petróleo. O lote para maio/20 foi firmado em 11.33 centavos de dólar por libra-peso, recuo de 8 pontos. Os contratos para julho/20 fecharam em 11.22 centavos de dólar por libra-peso, baixa de 5 pontos. Os demais vencimentos caíram entre 2 e 6 pontos.

De acordo com a Reuters, “um corretor afirmou que o isolamento (“lockdown”) na Índia pode afetar o fluxo de açúcar branco proveniente do país. Na teoria, os portos estão isentos do lockdown, mas muitos dos trabalhadores já estão preocupados e muitos já saíram… Isso faz com que açúcar que já foi vendido não consiga ser escoado”.

O açúcar bruto, negociado na ICE Europe, em Londres, terminou o dia sem uma tendência definida. O vencimento para maio/20 foi firmado em US$ 350,40 a tonelada, alta de 11,50 dólares. Os contratos para agosto/20 foram comercializados em US$ 338,70 a tonelada, alta de 2,80 dólares. Os vencimentos para outubro/20 subiram 30 cents de dólar e os para março/21 valorizaram 10 cents de dólar. Os demais contratos recuaram entre 20 cents e 1,40 dólar.

Mercado doméstico

Já o mercado interno, medido pelo Cepea/Esalq, da USP, fechou em alta nesta quarta-feira. A saca de 50 quilos do açúcar cristal foi comercializada a R$ 77,14, valorização de 0,46% no comparativo com a véspera.

Mas. Desse modo.