Esalq recebe agricultores estrangeiros

Com o objetivo de discutir o futuro, os principais desafios e as oportunidades da agricultura no mundo, a multinacional holandesa bancária Rabobank, realizou um projeto que reúne 41 agricultores de 16 diferentes países, como Argentina, Austrália, Bélgica, Bolívia, Brasil, Canada, Chile, Alemanha, Irlanda, Países Baixos, Nova Zelândia, Paraguai, Peru, Ucrânia, Estados Unidos e Zâmbia e, no dia 21 de outubro, o encontro aconteceu na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq/USP).

Levando o nome de “Global Farmers Master Class”, a iniciativa está na sua 5ª edição. Mas é a primeira vez que é realizado no Brasil e tem a Esalq como um dos pontos de visita.. “É muito importante a nossa visita à Esalq. Pois toda essa questão da educação, tecnologia e formação de pessoas, fez diferença na agricultura brasileira”, disse Daniela Sampaio, gerente do setor de consultoria da entidade, responsável pelo projeto.

Vicente Bissoni, um dos agricultores que representa o Brasil, diz que a Esalq é a principal fonte de informação para os agricultores de todo o mundo. “Quando se fala em ?agrobussines? a Esalq não poderia estar de fora. Então, a passagem pela instituição é de extrema importância pra mostrar os trabalhos que são desenvolvidos e também pensar como podemos levar essas informações para o resto do mundo”.

“Eu estou muito orgulhosa de poder ser uma das escolhidas pra fazer parte desse projeto que,.em pouco tempo de participação, tive a oportunidade de conhecer outras realidades da agricultura em diferentes lugares do mundo”,.contou Karina Forattini, agricultora representante da Bolívia.

O vice-diretor da Esalq, João Roberto Spotti Lopes, falou da importância em receber o grupo. “Receber um grupo como esse, dentro de um programa tão nomeado que traz agricultores e empresários de diferentes países pra conhecer a Esalq,. é mais uma evidência desse papel que a instituição tem na formação recursos humanos”, concluiu.

Mas.