Compartilhar

Na última quinta-feira, dia 25, o Ministro de Petróleo, Gás Natural e Aço da Índia comunicou que autoriza as empresas do ramo de distribuição de combustíveis a comercializarem o etanol puro (E100) no país.

De acordo com Plínio Nastari, abre-se assim o caminho para que sejam comercializados veículos flex na Índia.

“A Índia tem todas as condições de desenvolver um grande programa de produção e uso do etanol de biomassa de cana, e de outros produtos orgânicos, como grãos deteriorados e celulose, o que deve abrir um mercado muito grande para a transferência de tecnologia, inclusive tecnologia automotiva do Brasil para a Índia”, diz Plínio Nastari, presidente da consultoria Datagro.

Os efeitos positivos não serão observados imediatamente já que hoje a Índia tem 1 bilhão de habitantes que não dispõem de carros flex andando pelas ruas e estradas. Mesmo assim, este pode ser um grande passo tanto do ponto de vista econômico quanto do ambiental.

Cadastre-se em nossa newsletter