Lucro da São Martinho caiu 44%

A queda dos preços do etanol justamente na entressafra, contrariando a tendência sazonal, atrapalhou a estratégia do Grupo São Martinho, que costuma concentrar as vendas nesse período e já havia se programado para reforçar essa estratégia no último período.

Combinado com os preços baixos do açúcar, esse fator fez com que a companhia encerrasse o quarto trimestre da safra 2018/19 com lucro líquido de R$ 85,6 milhões, 44,2% menor que um ano antes.

Em toda a safra, o lucro líquido alcançou R$ 461,4 milhões, uma redução de 45,5%. A queda, porém, se dá em relação a uma safra em que a companhia teve lucro recorde, o que conferiu à temporada passada o marco de segundo melhor resultado da empresa, limitado por intempéries que afetaram a quantidade de matéria-prima e que dificultaram a diluição de custos.

“Dado o cenário de seca monstruosa, acho que foi um resultado excepcional”, destacou Fábio Venturelli, CEO do grupo em entrevista ao jornal Valor Econômico.