Compartilhar

A safra de cana-de-açúcar acumulou até 31 de dezembro 45 milhões de toneladas processadas em Mato Grosso do Sul. O montante supera os 44,2 milhões (1,8%) de toneladas da temporada anterior.

Os dados são da Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul). Também apresentou destaque a melhora da qualidade da matéria-prima, atingindo 142,39 kg por tonelada de cana no período acumulado da safra, aumento de 3,7% na concentração de açúcares totais recuperáveis.

A produção de etanol até a segunda quinzena de dezembro somou 2,7 bilhões de litros, volume 13% menor em relação ao ciclo passado. Já a produção de açúcar chegou a 1,73 milhão de toneladas, crescimento de 140%.

Conforme a Biosul, com a pandemia da covid-19 as usinas desaceleraram a produção de etanol e mais que dobraram a matéria-prima para produção de açúcar, registrando saldo de 12% para 28%.

O presidente da entidade, Roberto Hollanda Filho, aponta que o Estado vem de duas safras alcooleiras “favorecidas pelas condições de mercado, com uma melhor remuneração para o etanol”.

Cadastre-se em nossa newsletter