Compartilhar

Em um horizonte de mais longo prazo, a consultoria StoneX reafirmou sua expectativa de que o processamento de cana alcance 565,3 milhões de toneladas na safra 2022/23, alta anual de 6,1%, considerando que a produtividade avance 5% no próximo ciclo, para 72,5 t/ha.

Essa expectativa, contudo, será moldada com maior precisão ao longo dos próximos meses, dado que as chuvas se mostrarão cruciais para o desenvolvimento dos canaviais.

Em termos de mix produtivo, a consultoria afirma que as usinas têm demonstrado maior cautela em suas contratações de açúcar para exportação. As preocupações acerca de um possível desabastecimento no mercado de combustíveis têm valorizado os preços do etanol, que já opera com prêmio frente ao açúcar.

Essa condição pode estimular um maior direcionamento de matéria-prima para a produção de etanol no próximo ciclo.

Ainda assim, as perspectivas de déficit de açúcar na safra global de 2021/22 (out-set) também serão um ponto de atenção daqui para frente, já que poderão favorecer a atratividade do açúcar frente ao biocombustível.

Cadastre-se em nossa newsletter