Usina processa safra recorde e expande moagem em 9%

A Cevasa — Central Energética Vale do Sapucaí de Patrocínio Paulista/SP, associada UDOP, comemorou a maior moagem de cana de sua história com um culto ecumêmico realizado no Clube de Campo de Franca, no último dia 29 de novembro, seguido de um churrasco de confraternização.

Na safra 2019/20, a Cevasa processou 2.452.316 toneladas de cana, um incremento de 9% de cana a mais no comparativo com a safra 2018/19. Com um mix de produção voltado mais para o etanol, os números da Cevasa nesta safra impressionam: 110,31 mil toneladas de açúcar produzidas; 22,99 milhões de litros de etanol anidro produzidos; 113,09 milhões de litros de etanol hidratado produzidos (outro recorde); e 107.297,24 MW/h de bioeletricidade exportada.

Sobre o rendimento dos canaviais da Cevasa, a companhia comemora, ainda, um incremento na produção na taxa de 3% de TAH maior no comparativo com a safra anterior. Na atual temporada, a usina trabalhou com um mix de 75% da cana de fornecedores, e 25% sendo cana própria (parceria). Os planos da diretoria são de estabilizar o mix em 60% fornecedores e 40% cana própria (parceria).

Para o diretor geral da Cevasa, Luiz Paulo Sant?Anna os investimentos na companhia este ano para o atingimento desta safra recorde se concentraram na formação, desenvolvimento e capacitação das equipes, substituição dos ativos de colheita de baixa performance e implementação das atividades de aplicação de vinhaça enriquecida localizada na soqueira, além de aplicação de composto orgânico (torta de filtro + cinza).

“Para a safra 2020/21 estamos estimando processar 2.500.000 toneladas de cana, além de continuar evoluindo na garantia dos processos seguros, melhorando ainda mais a qualidade nas atividades, realizando custos competitivos”, destacou Luiz Paulo.

Atualmente a usina possui 1050 integrantes e planeja iniciar a próxima temporada no dia 1º de abril de 2020. A capacidade atual da indústria é de um processamento de 2,6 milhões de toneladas/safra. Os planos de crescimento da usina compreendem na expansão da cana própria eliminando a necessidade de contratação de cana spot.