Açúcar: preços começam a semana com forte retração

Os preços do açúcar iniciaram esta semana com forte baixa, mantendo a tendência do final da última semana. Em Nova York, a commodity fechou esta segunda-feira (27) desvalorizada em todos os vencimentos. No lote para março/20, o açúcar demerara foi negociado a 14.21 centavos de dólar por libra-peso, queda de 18 pontos no comparativo com os preços de sexta-feira. A tela para maio/20 caiu 19 pontos, com negócios em 14.13 cts/lb. Nos demais vencimentos a commodity desvalorizou entre 5 e 14 pontos.

Londres acompanhou a tendência baixista de Nova York e viu os preços caírem em todos os lotes. O açúcar branco com contrato para março/20 foi negociado a US$ 395,30 a tonelada, baixa de 6 dólares no comparativo com a sessão anterior. Os lotes com vencimento em maio/20 desvalorizaram 5,40 dólares, com a tonelada negociada em US$ 391,40. Nas demais telas as quedas oscilaram negativamente entre 2,20 e 4,40 dólares a tonelada.

Mercado doméstico

No mercado interno o açúcar cristal fechou novamente em alta pelo quarto dia seguido. A saca de 50 quilos foi vendida, de acordo com os índices do Cepea/Esalq, da USP, em R$ 76,44, variação positiva de 0,43% no comparativo com os preços praticados na sexta-feira.

Etanol diário

Já o etanol hidratado teve sua segunda queda consecutiva nos índices da Esalq/BM&F Bovespa. O biocombustível foi negociado em R$ 2.125,00 o metro cúbico, retração de 0,12% no comparativo com os preços da última sexta-feira.