Mercado de etanol mostra estabilidade em janeiro de 2020

Nos primeiros quinze dias de 2020, a venda de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somou 1,25 bilhão de litros. Desse valor, 1,23 bilhão de litros foram destinados ao mercado interno e apenas 22,13 milhões de litros para exportação.

Do total comercializado no mercado doméstico, 354,36 milhões de litros referem-se ao etanol anidro e 877,73 milhões de litros ao etanol hidratado. Para ambos, o volume vendido é praticamente o mesmo registrado na primeira quinzena de janeiro de 2019 (354,36 milhões de litros de anidro e 869,93 milhões de litros de hidratado).

No acumulado desde abril até 16 de janeiro, as vendas internas de hidratado já alcançaram um aumento de 12,09%, atingindo 18,53 bilhões de litros versus 16,53 bilhões de litros registrados no mesmo período do ciclo anterior.

Moagem e produção

A quantidade de cana-de-açúcar processada pelas unidades no Centro-Sul somou 127,60 mil toneladas na primeira metade de janeiro. No acumulado da safra 2019/2020, a moagem alcançou 578,72 milhões de toneladas, alta de 2,78% quando comparado ao mesmo período do ciclo passado (563,07 milhões de toneladas).

Levantamento atualizado junto às empresas indicam que nesta entressafra estão em operação na região Centro-Sul: 3 unidades processadoras de cana e outras 10 unidades com milho, sendo 3 dedicadas exclusivamente a essa matéria-prima.

De acordo com o diretor técnico da UNICA, Antonio de Padua Rodrigues, “no período de entressafra deverá prevalecer a oferta de etanol a partir do milho, dado que o início da colheita de cana-de-açúcar na região Centro-Sul deverá acontecer a partir da primeira quinzena de março. A expectativa é de que em março de 2020, a quantidade de unidades em operação seja similar àquela registrada no mesmo mês de 2019. Para a primeira quinzena de abril, a previsão é de um número de usinas em safra superior ao do último ano”.

Em função da baixa moagem, as produções de açúcar e etanol na primeira metade de janeiro foram ínfimas. A produção de açúcar nesse período totalizou 4,27 mil toneladas e a fabricação de etanol 95,73 milhões de litros.

Do total de etanol produzido, 87,44 milhões de litros foram de etanol fabricado a partir de milho. No acumulado desde o início do atual ciclo agrícola, a fabricação de etanol de milho alcançou 1,14 bilhão de litros, com crescimento de 102,96% em relação ao volume registrado no mesmo período da safra 2018/2019.

No agregado desde o início da safra até 16 de janeiro de 2020, a produção de açúcar atingiu 26,48 milhões de toneladas versus 26,35 milhões de toneladas no mesmo período da última safra.

No caso do etanol, a produção acumulada alcançou 32,20 bilhões de litros, dos quais 9,87 bilhões foram de anidro e 22,33 bilhões de hidratado. Este último representa um crescimento de 6,01% quando comparado ao volume acumulado na safra 2018/2019 (30,21 bilhões de litros).