Adecoagro iniciará plantio comercial de cana em semente

Reprodução/Syngenta

Começa, nesta semana, o plantio comercial das primeiras áreas com a tecnologia Emerald na unidade da Adecoagro em Ivinhema, MS. A usina receberá os 10 primeiros hectares comerciais da nova tecnologia, que está entra as promessas para o futuro do plantio de cana-de-açúcar.

O Emerald é uma tecnologia desenvolvida pela Syngenta e que foi lançada inicialmente como Plene há cerca de dez anos pela Companhia, mas que veio sofrendo diversas pesquisas e melhorias a fim de atender o mercado sucroenergético. Trata-se de uma muda encapsulada, pronta para ser plantada, exatamente como se faz nas culturas de cereais.

A técnica dispensa a necessidade de área destinada às mudas, que em algumas unidades chega a comprometer grandes extensões da área de produção. O produto, desenvolvido no centro de pesquisa e desenvolvimento da Syngenta, em Itápolis, traz tecidos vegetativos sadios e vigorosos, encapsulados em um sistema recoberto por uma cera, simplificando o processo de plantio da cana em todas as suas etapas.

Segundo a desenvolvedora da tecnologia, a Adecoagro é a primeira área comercial que faz parte dos mais de 800 hectares do produto negociados em junho de 2019, com 25 grupos sucroalcooleiros, que representam 75% da área total de usinas do Brasil e serão os primeiros a testarem em larga escala a nova tecnologia.

“O Emerald simplifica todas as etapas da produção, tornando o processo mais enxuto, eficiente, lucrativo e sustentável. Os gastos com investimento e operação chegam a ser reduzidos em 90%”, destaca Leandro Amaral, diretor Unidade de Negócios Cana da Syngenta.

“Trabalhamos com as principais variedades de cana existentes no mercado. A expectativa é que em 10 anos as sementes artificiais estejam em 30% de toda a área plantada das usinas”, completa.

LEIA TAMBÉM

Atvos inova na manutenção de colhedoras com partida assistida

Tereos abre 150 vagas de emprego