Atvos credencia todas unidades para o RenovaBio

A Atvos concluiu no mês de março a certificação de suas oito unidades operacionais no RenovaBio, Política Nacional de Biocombustíveis, que viabiliza o cumprimento dos compromissos do Brasil no Acordo de Paris. Com nota de eficiência energética média de 60 gCO2/MJ, foram auditadas quase a totalidade da cana-de-açúcar produzida e, com isso, a empresa terá potencial para emitir cerca de 2,3 milhões de créditos de descarbonização (CBIOs) no ano safra de 2020/21, que já começou.

“Estamos prontos para contribuir para o RenovaBio. O sucesso do programa representará uma ação efetiva no combate ao aquecimento global, impulsionará uma matriz energética de transporte mais limpa e, consequentemente, melhorará a qualidade do ar nas cidades brasileiras.

Toda a sociedade é beneficiada”, enfatiza Amaury Pekelman, vice-presidente de relações institucionais e sustentabilidade. A expectativa, declara a empresa, é gerar mais de 100 mil pré-CBIOs referentes aos meses de fevereiro e março.

Considerando as notas de eficiência energética (NEE) e elegibilidade de todas as unidades, a Atvos está autorizada a emitir, em média, um crédito de descarbonização (CBIO) para cada 787 litros de etanol produzidos.

Mas. Desse modo. Mas. Desse modo. Mas. Desse modo.