Compartilhar
O crescimento da cana está atrasado. (Crédito: Tone Antoneli)

Os canaviais da região de Araraquara, assim como os de outras áreas do Centro-Sul, devem ter uma queda de produção na safra 2021/22. O motivo da quebra é a falta de chuvas na região nos três primeiros meses de 2021.

De acordo com a Canasol (Associação dos Fornecedores de Cana de Araraquara) choveu, nos primeiros meses do ano, até dia 18 de março, um total de 220 mm.

Enquanto em janeiro de 2020 o índice pluviométrico mostrava 278 milímetros, em janeiro de 2021 foram apenas 40,5 mm. Em fevereiro foram 132,5 milímetros, enquanto em janeiro de 2020 choveu 211 mm.

Flaubert Eugênio Ferri, produtor de cana que tem sua propriedade em Nova Europa,SP, com uma área de cana de 200 hectares, diz que este ano está muito complicado e acredita que a falta de chuvas seja um impacto do fenômeno La Niña.

“A produção de cana sem as chuvas, atrasou muito, no segundo trimestre de 2020 ela brotou e depois começou a faltar chuva, então ela está atrasada. Não tenho como estimar a quebra deste ano em relação ao ano passado, mas teremos quebra sim, principalmente na cana de primeiro corte”, afirmou Flaubert.

Cadastre-se em nossa newsletter