Compartilhar

Os contratos futuros do açúcar fecharam em alta ontem (22) nas bolsas internacionais. Em Nova York, na ICE Future, o açúcar bruto, no vencimento março/22, foi comercializado a 19,26 centavos de dólar por libra-peso, 52 pontos a mais do que os preços da véspera. Já a tela maio/22, subiu 45 pontos, negociada a 18,82 cts/lb. Os demais lotes subiram entre 14 e 38 pontos.

Segundo operadores ouvidos pela Reuters, o mercado provavelmente está subvalorizado devido ao déficit esperado nesta temporada. “A história da Ômicron está longe de terminar e pode prejudicar ainda mais o crescimento global e, portanto, a demanda por açúcar” completou a Reuters.

Para a Czarnikow, os especuladores tem vendido para o consumidor final e agora as chances de aumentar sua posição comprada são altas. Em Londres o açúcar branco fechou em alta em todos os lotes da ICE Futures Europe.

O vencimento março/22 avançou 10,80 dólares, negociado a US$ 502,90 a tonelada. Já o contrato maio/22 foi contratado a US$ 497,90 a tonelada, com a valorização de 10,00 dólares. Os demais lotes subiram entre 3,50 e 8,20 dólares.

Pelo Indicador Cepea/Esalq, da USP, a saca de 50 quilos do açúcar cristal fechou ontem a R$ 155,23, com uma valorização de 0,17% no comparativo com os preços praticados na quinta-feira.

Cadastre-se em nossa newsletter